Já fez o backup?

Se ocorresse um incêndio no escritório de sua empresa, algum dado digital seria perdido? E se seu notebook ou celular fosse furtado hoje?

Pare e pense: quando foi feito o último backup dos dados de seu notebook? E do servidor da empresa? E de seu smartphone? Garanto que grande parte irá responder que fazem alguns dias, semanas ou até mesmo meses.

Em tempos de estrutura Cloud (Nuvem), novos questionamentos surgem: e se seu fornecedor falhar, algum dado será perdido? Se sim, qual o volume de dados envolvidos neste risco?

Semana passada uma notícia me fez lembrar de postar sobre este tópico. Na quarta, dia 18 de Maio de 2016, um cientista teve seu notebook furtado na saída do aeroporto Santos Dumont (SDU) no Rio de Janeiro (http://oglobo.globo.com/rio/computador-de-cientista-furtado-com-pesquisa-inedita-contra-zika-19359907). No equipamento estavam dados de uma pesquisa inédita sobre o uso de uma droga chamada clorofina para inibir o vírus Zika. Por negligência do cientista, não existiam cópias de segurança dos arquivos.

Backup não é só ter uma cópia de segurança no HD externo por exemplo. Dependendo da importância dos dados, local físico de armazenamento e criptografia também devem ser considerados.

Além do processo de backup é extremamente importante validar a qualidade e eficácia deste. Uma técnica que também é bastante negligenciada é a de simular situações de ocorrências (Disaster – Recovery) para validar o processo de backup e a integridade dos dados que são gerados. De nada adianta ter um rotinas de backup se os dados não estão sendo armazenados de forma correta.

Não conte com a sorte. Backup é algo extremamente importante.

4 razões para terceirizar demandas de tecnologia na pequena empresa

Toda empresa tem demandas de TI, desde uma simples consultoria pontual até o controle de seu parque tecnológico, gestão de backup, segurança, rede, desenvolvimento de sistemas, aplicativos, integrações, site, gestão de redes sociais, etc. Cada negócio tem suas necessidades e prioridades específicas, mas todas estas demandas listadas precisam ser planejadas e executadas, seja por um ou mais profissionais internos ou por um consultor ou empresa externos.

Abaixo listo 4 principais vantagens da terceirização de demandas e equipes:

1 – Redução de custos

Ter uma equipe de TI é algo incompatível com o orçamento da maioria das pequenas empresas. O custo de uma equipe própria e capacitada não é viável. A verdade é que um “assistente” (o famoso cara da informática) não dá conta do recado e, para ter uma equipe com gerentes e especialistas, é necessário investir em bons salários. Além dos custos com folha de pagamento, encargos trabalhistas e afins, ainda é preciso ter conhecimento para efetuar as contratações e manter esses funcionários na equipe.

A terceirização de TI apresenta um custo muito mais acessível, uma vez que a contratação, pagamentos e encargos ficam sob responsabilidade da empresa contratada. O cliente preocupa-se apenas com a execução do serviço, e o trabalho funciona como se a equipe fosse própria.

Em muitos dos casos não é nem necessário ter uma equipe de profissionais internos terceirizados pra isso, e sim contratos com consultores ou empresas de tecnologia que atendam tais demandas.

2 – Controle dos serviços

Contratando os serviços de um consultor você tenha uma visão completa e precisa. Relatórios frequentes dos serviços executados, de desempenho, do estado dos equipamentos (redes, hardware, software, telefonia) permitem que os gestores e responsáveis da empresa tenham um controle total. Este controle praticamente nunca é apresentado por funcionários próprios, seja por falta de comprometimento ou mesmo pelos gestores da empresa não terem conhecimento suficiente sobre indicadores e métricas.

3 – Know-how de especialistas

Uma empresa costuma utilizar diferentes tecnologias e sistemas, de diferentes marcas e fabricantes, que necessitam diferentes conhecimentos. Imagine o custo de um funcionário especialista para cada segmento da TI? Além do know-how em diferentes tecnologias, uma empresa terceirizada contratada tem o compromisso de capacitar e reciclar os conhecimentos da equipe constantemente, o que aumentaria bruscamente os custos para uma empresa caso a equipe fosse própria.

4 – Garantia de qualidade

A terceirização de TI pode englobar desde demandas pontuais até o gerenciamento de diversos serviços vitais para o negócio, como e-mails, sistemas operacionais, backups, contingência, segurança de dados, entre outros. Ao garantir o funcionamento e continuidade desses serviços, a empresa ou consultor que terceiriza a TI garante um SLA para reestabelecimento da operação, em caso de falhas, dentro de um determinado prazo – compromisso esse praticamente nunca assegurado por uma equipe de TI própria.

No caso de demandas pontuais esta vantagem é ainda mais destacada, pois normalmente pagamentos são atrelados a entregas e na maioria dos casos ainda são fornecidas garantias extras.

Pequenas empresas precisam reverem seus conceitos e buscarem um consultor ou uma empresa para terceirizar suas demandas de tecnologia.

É sócio ou trabalha em uma pequena empresa? Que tal começar por uma consultoria pontual para levantar seu atual panorama? Vamos agendar uma reunião ou mesmo uma teleconferência para conversar sobre isso? Abaixo meus contatos:


E-mail: contato@renanviegas.com.br
Skype: renanviegas
Celular: (21) 98374-8413

Será cloud a solução para sua infra ou mais um problema?

O assunto do momento é Cloud (Nuvem). Antes adotada só por entusiastas, tal tecnologia ganhou o status de blueprint por conta de marqueteiros e vendedores de serviços de TI. Apesar de numerosas vantagens, é preciso ter cautela com aplicativos e armazenamento em nuvem.

Apontado como o modelo queridinho de dez entre dez especialistas em tecnologia pela mídia, acontecimentos recentes em dois dos maiores fornecedores de serviços neste modelo, Google e a Amazon, causaram prejuízos para seus clientes. Link com problemas, servidor de DNS com problemas, erro operacional dos fornecedores e outros mais.

Imagina a situação em que, para concluir um negócio, você depende de um arquivo que está em um servidor como o Google Drive, ou no AWS da Amazon, e, por conta de uma falha fornecedor do serviço ou de sua rede, você fica sem acesso durante 8 horas? Nos dias de hoje, até questões de minutos podem inviabilizar uma venda, detonar uma negociação em curso ou até provocar um erro monstruoso em uma linha de produção industrial por uma informação faltante, por exemplo.

Além de todos os fatores acima, a proteção e backup dos dados contra a ação de hackers é algo que você ou sua empresa não podem ter grandes garantias. A partir do momento que você contrata um serviço no modelo de Cloud, as políticas de segurança e profissionais com acesso aos dados são definidos pelo fornecedor.

Cloud tem suas vantagens, mas depender 100% dela é suicídio. Alguns gestores estão comprando soluções ignorando princípios básicos de disponibilidade e segurança. A solução ideal para infra é um modelo híbrido, onde em uma eventual falha, a operação de seu negócio se mantenha íntegra.

Deixo aqui meu alerta: confiar cegamente no ambiente cloud e seus fornecedores, nunca!